terça-feira, 21 de julho de 2015

Quem sabe...

Um dia eu conheci você...
E você ganhou minha confiança da forma menos provável possível.
Me puxou para você e eu não hesitei, nem sequer por um momento.
Passamos horas falando de nada, nos embriagando e tentando adivinhar o que nos reservaria a vida.
Meu real interesse em estar a sós com você foi encoberto por um sentimento que sinto por pessoas cuidadosamente selecionadas por mim.
Me ganhou de uma tal forma que nem eu entendo.
Que doce é esse que você tem?
Seduz, fascina e some.
Aparece, fala de tudo e sobre tudo, some de novo...
Sinto sua vontade de ir além.
Percebo cada detalhe enquanto você tagarela por horas, mas não arrisca por receio de que tudo o que temos se desmorone. Ou será somente respeito?
Espera em mim o que tenho vontade, mas aguardo em você o sinal de partida.
Depois é diversão.

Lú Costas.

Lú Costas é amiga Dellas e escreve com co-participação. Ela escreve no blog Negra Lú.