segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Um sábado com um gosto doce.

Parada naquele ritmo, os nossos sorrisos e vontades. 
Minha língua explorando cada curva do seu lábio, os olhos fechados me levaram pra longe ou até pra mais perto. Eu só queria você, eu me entreguei, cada vez que sua mão percorria meu corpo, minha calcinha ficava ainda mais molhada. E cada vez mais eu tinha certeza que era ali que eu deveria estar, no meio de gargalhadas e tesão, meu corpo gritava você, mas estava tão bom que não conseguia sair dali. Roupas no chão, sorriso, tesão, saliva. E te sentir é querer que você não saia de mim, não saia. Continue me pegando por trás e sussurrando meu nome ao pé do ouvido, me lambuza com seu cheiro, com seu gosto e seu suor. Me dê o que eu sempre tive vontade: você.

Íris Pietro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por palpitar no Churumellas.
Empolgue-se e torne-se um Chuchu também! Envie um e-mail para papo.dellas@gmail.com com o seu texto e/ou o tema que você gostaria de ler por aqui.