segunda-feira, 4 de abril de 2016

Ele e ela


Você mal sabe beijar e encontra um carinha na escola, sim eu disse escola, ele era da turma do lado, não parecia dar muita bola pra menina com carinha de ingênua e sem muitos planos para o futuro, mas em algum momento viveram uma fração de segundos todos respaldados pelos cuidados dos pais dela prezando a tal virgindade que pode ser perdida em qualquer lugar que não um quarto, mas vamos deixar esse tópico para outro momento.  Ele tinha um cabelo grande e não gostava de boate, ela tinha uma sede de crescer e um fogo que não cabia nela. Ele achava que podia confiar nela, ela não tinha confiança em nada e ainda não confia. Ela não tinha planos, mas sempre optou pela verdade, menina que mesmo com os erros me enche de orgulho, falou e não mentiu e nem omitiu. Chorou e doeu mais nela do que nele. Essa menina sou eu, ele foi meu primeiro namorado e veio para me dar uma lição, aprendida com sucesso e carregada por todos os outros que passaram. Depois de mais de dez anos veio um ingresso, uma conversa, uma foto, um áudio e várias gargalhadas, uma mensagem aleatória, um saudosismo gostoso, um elogio sem sentido e um sorriso canto de boca. A verdade é que depois de tantos anos, a sua voz continua a mesma e mesmo nos conhecendo, não somos mais os mesmo. Um sábado passou e a cada 20 minutos olhava o celular para dar uma conferida, e a cada mensagem de um amiga ou mensagem de um carinha para eu sair para tomar o famoso chopp de sábado à noite não teria tanta graça. O seu nome não apareceu e nem você, mas sabia que me visitou nos meus sonhos? Essa noite mesmo dormindo de conchinha com outro, eu sonhei com você e não consegui ainda entender como poderia estar ali. Você é apenas uma promessa de conversa sadia e a certeza que não iremos nos ver, não faça isso, não entre nos meus sonhos e nem pensamentos. Ele continua com a mesma voz, mas ela, ahhh ela mudou bastante. 

Íris Pietro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por palpitar no Churumellas.
Empolgue-se e torne-se um Chuchu também! Envie um e-mail para papo.dellas@gmail.com com o seu texto e/ou o tema que você gostaria de ler por aqui.